Pular para o conteúdo principal

COLABORADORES



Antonio de Pádua Caetano de Lima Sobrinho(Foto), foi estagiário da Companhia de Desenvolvimento dos Recursos Minerais do Estado da Paraíba-CDRM no Período de Janeiro á dezembro de 2012, dando apoio à pequena mineração e as cooperativas de Mineradores da Mesorregião do Seridó Paraibano, tais como: Selecionando áreas potencialmente mineralizadas para fixação de atividades extrativas por pequenos mineradores organizados em cooperativas, prospectando minerais de interesse econômico para atender as demandas mercadológicas, bem como, estabelecendo atividades produtivas pelos cooperados das cooperativas de Picuí e Frei Martinho, COOPICUÍ E COOPERMINERAL, respectivamente, auxiliando os dirigentes de cooperativas em atividades relativas aos processos produtivos de tratamentos e comercializações, elaborando relatórios técnicos de interesse das cooperativas e das instituições parceiras do programa de apoio ao pequeno minerador, e mais especificamente, da equipe técnica da CDRM/PB, contribuindo e apresentando sugestões para melhoria do modelo produtivo, através de pequenos mineradores. Já no ano de 2013 foi voluntário do PIBIC-Em/IFPB (Edital 14/12), do projeto intitulado: ?MAPEAMENTO DOS SÍTIOS ARQUEOLÓGICOS DA REGIÃO DO SERIDÓ PARAIBANO E NORTERIOGRANDENSE? cujo coordenador foi o Prof.MSC Thyago de Almeira Silveira , com vigência de 01/01/2013 a 31/01/2013. Nos anos de 2014/ 2015, foi contemplado com o prêmio Mestre da Educação, Governo do Estado da Paraíba. Atualmente é um dos integrantes do projeto intitulado: ?GARIMPO BOM MINERAÇÃO RESPONSÁVEL.? que tem por objetivo realizar um levantamento global das condições socioeconômicas, de segurança e saúde do pequeno minerador que atua no extrativismo mineral da Paraíba, levando em consideração também as questões ambientais dos garimpos e professor do Curso Técnico em Mineração Integrado ao Ensino Médio da Escola Estadual Padre Jerônimo Lauwen da cidade de Santa Luzia, exercendo suas atividades como professoras e coordenador do curso, desde julho de 2012 até hoje, com um total de 20 horas.

Para mais detalhes acesse: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4418715J8



 Marcos Antônio Leite do Nascimento (Foto), possui graduação em Geologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (1998), com mestrado (2000) e doutorado (2003) em Geodinâmica pela UFRN. Foi geólogo do Serviço Geológico do Brasil - CPRM entre 2007 e 2009, onde coordenou o Projeto Monumentos Geológicos do Rio Grande do Norte e foi membro suplente da CPRM na Comissão Brasileira de Sítios Geológicos e Paleontológicos - SIGEP. Atualmente é Professor Adjunto IV do Departamento de Geologia da UFRN. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Petrologia Ígnea, Geologia de Campo, Geodiversidade, Geoconservação e Geoturismo. Pesquisa em temas como Levantamento do Patrimônio Geológico Potiguar com fins a Geoconservação; Projeto Geoparque Seridó e Magmatismo Ediacarano no Rio Grande do Norte. É autor de vários artigos científicos nacional e internacional, publicou o primeiro livro brasileiro dedicado ao tema :Geodiversidade, Geoconservação e Geoturismo: trinômio importante para a proteção do patrimônio geológico?, além do livro "Geodiversidade na Arte Rupestre no Seridó Potiguar".

 Jony Peterson de Oliveira Lima (Foto),  formado pela Universidade Federal de Campina Grande – UFCG. É especialista em Tecnologia Mineral e Lavra a Céu Aberto pela Universidade Federal do Pará – UFPA, profissional com quase dez anos de experiência em planejamento de mina, sistemas de despacho eletrônico e softwares de mineração, já atuou como professor no curso técnico de mineração no Senai de Parauapebas no Pará e no  Tecnólogo em Mineração na Universidade Estadual do Goiás – UEG campus Niquelândia, atualmente é coordenador de planejamento de mina. Já recebeu um prêmio nacional pelo Instituto Euvaldo Lodi – IEL e representou uma empresa multinacional na China.  












Francisco de Assis Souza (Foto), possui graduação em Geologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (1987),   com mestrado em geociências  (1992) pela Universidade Federal da Bahia-UFBA.  Atualmente é professor dos Curso técnico em mineração e geologia do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba-IFPB.







Leonardo Figueiredo de Meneses
A redação do blog setor mineral em foco tem a honra de divulgar que o Bacharel em Geografia pela Universidade Federal da Paraíba (2006) e Tecnólogo em Geoprocessamento pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (2007). Mestre em Engenharia Urbana pela Universidade Federal da Paraíba (2007).
 Atualmente é Professor Assistente da Universidade Federal da Paraíba - Campus Litoral Norte, e coordenador do Laboratório de Análises Geoambientais - LAGeo, da UFPB e Doutorando em Geografia pela Universidade Federal da Paraíba. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Geoprocessamento, atuando principalmente nos seguintes temas: geoprocessamento aplicado a estudos ambientais, tecnologias de mapeamento de áreas e estudos sobre geodiversidade e geoconservação.








CONTATO COM NOSSA REDAÇÃO:  Sobrinhopicui@hotmail.com.







Comentários

  1. Boa tarde Antonio

    Meu nome é Leonardo sou instrutor de Formação Profissional do Curso técnico de Mineração SENAI BARROSO MG, gostei muito de uma maquete de beneficiamento de minério que seus alunos fizeram, mostrando britagem moagem flotação e hidrociclone etc. Meu objetivo é montar uma com meus alunos, tem como você tirar algumas fotos ou um vídeo dessa maquete fazendo favor.
    Você esta de parabéns muito seu blog só faltou seu e-mail que não achei!

    ResponderExcluir
  2. Prezado Antonio, parabenizo sua iniciativa de encontrar no sertão agreste inspiração para escreves esse blog. Faz dias que procuro informações acerca dos recursos minerais da sua região e não vi até agora algo como seu blog.
    É uma excelente iniciativa pois além de disseminar as riquezas do Estado contribui para sustentabilidade das cidades.
    Parabéns e continue nessa busca de melhorar seu entorno. Todos um dia vão reconhecer a
    utilidade das suas publicações.
    Uma grande caminhada começa com um primeiro passo.

    Abraço

    Josi Flores
    Natal (RN)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

(VIDEO) ENGº DE MINAS DA CIDADE DE PICUÍ FOI DESTAQUE NO DOMINGO ESPETACULAR

Em Pindobaçu (BA), conhecida como a capital mundial da esmeralda, garimpeiros encontraram recentemente uma preciosidade que pode valer dezenas de milhões de reais. Trata-se de uma rocha de 1,30 m e 365 kg, cravejadas de esmeraldas, um verdadeiro tesouro geológico debaixo do solo brasileiro. O Domingo Espetacular entrou na mina de origem da pedra e mostra qual deve ser o destino dela. Acompanhe! Na o ocasião o   Engenheiro de Minas, da cidade de Picuí, Paraíba,  Marcelo Araújo Santos,  formado pela Universidade Federal de Campina Grande – UFCG. Falou sobre a mina.
Veja a reportagem: 




Setor mineral em foco com domingo espetacular.

MINERAL RARO PODE TER SIDO ENCONTRADO EM FREI MARTINHO PARAÍBA

A MINA ESCOLA EM SANTA LUZIA PODE SER USADA PARA ATIVIDADES PRÁTICAS DE MINERAÇÃO.

A Mina Escola  fica  localizada as margens da BR-230 que corta o Sertão do Estado da Paraíba, quem passa pela cidade de Santa Luzia com destino à  Patos ou de Patos destino à Campina Grande,  consegue ver suas instalações.
Segundo o técnico em Mineração Antônio de Pádua Sobrinho, a Mina Escola   apesar de está desativada continua sendo um  verdadeiro laboratório podendo  ser utilizada para a realização de  aulas práticas para  estudantes de Engenharia de Minas, de Geologia, e de técnicos em mineração ou até mesmo como ferramenta para projetos que buscam o desenvolvimento da Mineração no Estado. “Percorrendo as instalações da Mina é possível observar que muitas aulas podem ser ministradas no local, como de Geologia, Lavra, desmonte de rochas e beneficiamento de Minérios, ou quem sabe utiliza-la  para o turismo,tendo em vista o seu valor histórico e cultural,  em sua maioria desconhecido pelas gerações mais jovens,  seria  uma forma de preserva esse patrimônio  como acontece em algumas M…